Pulp Fiction!

A matéria de hoje é sobre a estética  (em questões de moda) do épico filme  ” Pulp fiction”, em especial da personagem “Mia Wallace”, mas antes de começar quero falar um pouco – de modo bem imaturo – sobre o diretor e idealizador por trás da obra.

image

 

Quentin Jerome Tarantino nasceu nos anos 60 no Tennesse, Estados Unidos. Ele é diretor, produtor de cinema, roteirista e ator. Ficou conhecido nos anos 90 com uma série de roteiros não lineares cronológicamente, diálogos marcantes e verborrágicos, usando sempre da Violência como tema central de suas obras. Existem teorias (das quais eu particularmente acredito) em que todos os seus filmes são um só, fazendo parte de uma grande história em que seus personagens se encontram na fronteira da realidade fria com uma ficção psicótica… Mas isso é tema para outra matéria!

Em 1994 foi lançado nos EUA “Pulp fiction” com Tarantino como diretor e ator. O filme, que hoje é uma referência para o cinema artístico pode não ser agradável a todos. Trata se de uma obra de vanguarda, com flash forwards, flash backs e técnicas de filmagem diferentes. A trilha sonora é divertida e sensacional, e os atores foram escolhidos sem erro ( sou suspeita para comentar sobre qualquer filme de Quentin). As três histórias contadadas nele se interligam de modo um tanto confuso, e o filme é dividido em atos. Ao fim (sem spoiler) deixa um enigma uma tanto simbólico. Na minha opinião ele não tem um enredo tão envolvente quanto Kill Bill (na minha opinião), mas vale apena ser assistido.

Assistam o Trailer:

Mia Wallace – uma das personagens coadjuvantes – em especial me interessa muito. A personagem possui um reflexo bem evidente da época em que foi idealizada. Com o estilo noventista seu visual é minimalista, com cores neutras, seu corte de cabelo é o “Bob”, que foi uma retomada de uma tendência dos anos 20, a maquiagem sem muitos exageros, sempre elegante com o clássico batom vermelho. Todas essas características e é claro a adequadissima Uma Thurman foram essências para estética visual de Mia, construída para ser intrigante e sensual, compre bem o papel

image

image

image

Pulp Fiction já foi matérial de estudo para figurinistas, inspiração para estilistas e até TCC de moda. A obra é altamente estilizada, cheia de referências a cultura PoP noventista e a outros filmes do gênero na época. Tarantino para a construção da estética junto com David Wasco( o diretor de arte) se inspiraram em revistas com capas sensacionalista e historias sensuais de baixa qualidade ou um tanto absurdas para compor cenário, iluminação, figurino. Tinha de ser violento, mas sem ser assustador. Toda cena com um toque de ironia e humor negro.

Me inspirei na estética do filme para compor alguns looks essa semana, infelizmente não tirei fotos. Mas vesti a peruca e brinquei de imitar a Mia Haha

Por: Mariana Ayumi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s